O que sentes em ser velha é um texto que desconheço a autoria. Achei tão pertinente, tão sábias as palavras de quem escreveu, que vim correndo aqui no blog pra compartilhar com vocês minhas leitoras.
“No outro dia, uma jovem  perguntou-me: ” o que sentes em ser velha”?
Fiquei surpreendida com a pergunta, já que nunca me senti velha. Quando a rapariga viu a minha reação, ela pediu-me desculpa, mas expliquei-lhe que era uma pergunta interessante. E depois pensei, pensei que envelhecer é um presente.

o-que-sentes-em-ser-velha
Às vezes, surpreende-me a pessoa que vejo no meu espelho. Mas não me preocupo com ela há muito tempo. Eu não mudaria nada do que eu tenho para algumas rugas em menos e uma barriga plana. Não me crítica mais porque não gosto de arrumar a cama, ou porque não como algumas ” coisas.  Sinto-me finalmente no meu direito de ser desordenada, extravagante e passar as minhas horas contemplando as flores.
Eu vi alguns queridos amigos sair deste mundo, antes de desfrutar da liberdade que vem com o envelhecimento.
Quem se importa se eu optar por ler ou jogar no computador até às 4 da manhã e depois dormir até quem sabe que hora?
Quem se importa se eu dançar sozinha ouvindo a música dos anos 50?
E se depois eu quiser chorar por um amor perdido?
E se eu andar na praia de roupa de banho, levar a passear meu corpo gordinho e me mergulhar entre as ondas deixando-me embalar, apesar dos olhares daqueles que ainda usam o biquíni, serão velhos também se tiverem sorte.

o-que-sentes-em-ser-velha
É verdade que através dos anos o meu coração sofreu pela perda de uma pessoa querida, mas é o sofrimento que nos dá força e nos faz crescer. Um coração que não se partiu, é estéril e nunca vai saber da felicidade de ser imperfeito. Estou orgulhosa de ter vivido o suficiente para fazer branquear o meu cabelo e para manter o sorriso da minha juventude, de quando ainda não havia sulcos profundos no meu rosto.
Ora, para responder à pergunta com sinceridade, posso dizer:
Eu gosto de ser velha, porque a velhice me faz mais sábia, mais livre!
Eu sei que não vou viver para sempre, mas enquanto estou aqui, quero viver de acordo com as minhas leis, as do meu coração. Não quero reclamar pelo que não foi, nem me preocupar com o que será. No tempo que resta, simplesmente amarei a vida como fiz até hoje, o resto eu deixo a Deus”.

——————x——————–x———————-x——————-x————–

O que sentes em ser velha me trouxe uma sensação tão boa, tão de paz. Ainda não me sinto velha. Porém, sempre penso que velhice é um estado de espírito. E o que o blog prega é que idade é apenas um número. Se quiserem saber o que sinto em ser velha, eu respondo: muita sabedoria e muita beleza porque tenho orgulho da mulher que tornei em todos os sentidos. E vida longa sempre!

E você como se sente em ser velha?

Grande beijo!

Você também pode gostar:

2 comentários

Comentário

Janeísa, como eu gosto de vir aqui no seu blog! Seus posts sempre de uma lucidez incrível, nos obriga à reflexão.
Envelhecer é muito chato! Principalmente para os perfeccionistas. Mas o lado bom, é que o envelhecimento nos permite viver uma segunda adolescência, com todas as suas crises e exuberâncias! Vamos nos permitir!!!

Comentário

OI Frida, fico super feliz com seu feedback e me sinto motivada a buscar textos motivacionais e inspiradores para nós mulheres 50+ a nos empoderarmos cada vez mais. Beijos querida.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

Comente pelo Facebook